62¬ Semana CornÚlio Pires - Benedito Pedro Silvestrin ou Fuzilo



BENEDITO PEDRO SILVESTRIN ou FUZILO


Nasceu em 29 de maio de 1952.
Trabalhando como vendedor de máquinas agrícolas, conseguiu enriquecer ainda mais seu conhecimento sobre o caboclo autêntico!
Além das poesias, ele dedicou algumas páginas caboclas a seus leitores. Foi sempre apaixonado pela aviação, cinematografia, teatro, música e poesia.
Em julho de 1985 lançou seu primeiro livro "Aurora Poética" e em abril de 1987, o segundo: "A Luz do Verso", entre outros.
Tem muitos trabalhos publicados nos jornais tieteenses Nossa Folha, Imprensa e Democrata. Gostava de escrever, cantar, compor, tocar, escrever comédias e representar.
Em 1990 a dupla Cerquilhense Lauri e Laurindo gravou seu primeiro trabalho musical: "Manezinho", sendo letra e música do autor.
Pertenceu à Academia Piracicabana de Letras e à Academia Cultural e Artística de Tietê.
Trabalhou também como Locutor Sertanejo na rádio Tieteense Nova Regional, onde obtinha grande audiência!

"Escrevo algumas páginas caboclas, relembrando CORNÉLIO PIRES, que, falando sobre os caboclos, escreveu 23 obras literárias, gravou 110 discos com anedotas, "causos" e modas de viola, além de algumas obras literárias que o tempo e a morte não permitiram que ele as publicasse.

CORNÉLIO PIRES nasceu em 13 de julho de 1884 e para aqueles que não buscaram conhecer sua grande obra, morreu em 17 de fevereiro de 1958.
Muitos iniciaram a vida artística através de CORNÉLIO PIRES, tais como Jararaca e Ratinho, Mandy e Sorocabinha, Tonico e Tinoco, Nhá Barbina, Inezita Barroso, Tião Carreiro e Pardinho, Mariano e Caçula, Arlindo Santana e Sebastiãozinho, Zico Dias e Ferrinho, entre outros. Alguns ainda atuam, muitos descobertos pelo tieteense CORNÉLIO PIRES, que foi escritor, poeta, jornalista, contista, compositor e humorista.
Por isso, caros Cornelianos e Tieteenses, continuemos dando vida a CORNÉLIO PIRES, o Bandeirante do Folclore Paulista e Pai da Música Sertaneja. CORNÉLIO não mediu esforços para nos dar sua melhor contribuição cultural!" (Fuzilo)